PS de Cuiabá tem falta de equipamentos e servidores.

Por D.D.ANDRE 23/11/2017 - 14:58 hs

A apresentação do relatório da visita da equipe técnica ao Hospital Pronto Socorro Municipal de Cuiabá (HPSMC) na tarde desta quarta-feira (22), durante a quarta reunião da Comissão de Saúde, Previdência e Assistência Social da Assembleia Legislativa, não agradou os deputados presentes. Pelo que foi divulgado, a unidade de saúde apresenta falta de equipamentos e pessoal para atendimentos. “Concluímos que através de todas as informações colhidas, o Pronto Socorro possui equipe técnica qualificada, mas reduzida e que para prestar serviço de melhor qualidade, necessita resolver os sérios problemas de estrutura física, falta de pessoal e estoque de alguns medicamentos e equipamentos”, avaliou o presidente da Comissão, deputado Dr.Leonardo (PSD).

Para o deputado Guilherme Maluf (PSDB), a Comissão precisa cobrar das autoridades a conclusão das obras do novo Pronto Socorro, para haver um melhor atendimento na capital. “A Comissão tem que buscar os recursos necessários para garantir a conclusão da obra. O primeiro ponto é esse´. Depois, precisamos imediatamente, tentar ajudar o prefeito (de Cuiabá), Emanuel Pinheiro, a locar os leitos necessários, porque eu acho que essa locação, paliativamente, vai resolver tirar os doentes dos corredores”, destacou Maluf.

O relatório apontou ainda que uma das alternativas apresentadas pela direção do Pronto Socorro é a locação de 80 leitos no desativado Hospital Bom Jesus, para atender prioritariamente crianças e idosos, objetivando diminuir o número de leitos em corredor, porém, estes leitos precisam passar por uma reforma antes de serem entregues ao pronto Socorro. “O HPSMC necessita urgentemente desses leitos, visto que irão beneficiar muitos pacientes que se encontram nos corredores do hospital. Entretanto, ainda encontra-se em tramitação o processo para locação. Isso vai acontecer após o parecer favorável dos órgãos de controle e dos setores de gestão financeira. Só assim poderão terinício as obras”, apontou Dr. Leonardo.

De acordo com dados fornecidos pelo HPSMC, de janeiro a maio deste ano, foram registrados 1.540 atendimentos de acidentados por motocicletas, 424 por automóveis, 124 de bicicletas e 168 por atropelamentos, perfazendo um total de 2.256 atendimentos no Pronto Socorro da capital.

Durante a reunião de hoje, a comissão recebeu membros da Associação de Fibromialgia de Mato Grosso, que acompanharam o parecer do Projeto de Lei 372, de autoria do deputado Sebastião Rezende, que dispõe sobre a implantação dos Centros de Diagnósticos de Pacientes com fibromialgia em Mato Grosso.

O relator do projeto, deputado Maluf deu parecer favorável, porém, argumentou que a Comissão precisa fazer algumas alterações na propositura. “O estado não tem condições financeiras para a construção de vários centros, podemos sim, solicitar a implantação de um Centro estruturado para Cuiabá”, explicou.

Também na reunião desta quarta-feira, os deputados analisaram e votaram  mais dez projetos de leis: nº 370, 436, 410, 456, 403, 483, 487, 488, 452 e 21, todos deste ano. Do total, oito deles receberam pareceres favoráveis, dois foram arquivados e um teve voto em separado do deputado Guilherme Maluf.